Adições ou supressões ao texto

De Normas ABNT
Ir para: navegação, pesquisa

Devem ser indicadas as supressões, interpolações, comentários, ênfases ou destaques, a seguinte modo:

Supressões

[...] – indica omissão de palavras ou parte do texto transcrito, entre colchetes.

Exemplo

Oliveiras e Leonardos (1943, p. 146) dizem que a “[...] relação da série São Roque com os granitos profiróides pequenos é muito clara”.



Interpolações

[ ] – indica acréscimos, comentários ou explicações, entre colchetes.

Exemplo

Desse modo, “[...] esse modelo funcionou [e ainda funciona] como critério e medida para entendermos a vida familiar brasileira ao longo do tempo”.



Ênfase

[!] – indica o ponto relevante que se deseja enfatizar. É colocado logo após sua ocorrência.

Exemplo

“Citar um autor do qual se utilizou uma ideia ou uma informação é pagar uma dívida [!]” (ECO, 1983, p. 131).



  • destaque: palavra ou frase com grifo, itálico ou negrito numa citação registrando a expressão: grifo nosso, após o trecho grifado, entre parênteses ou grifo do autor, caso o destaque já faça parte da obra consultada.

Exemplos

“[...] desejo de criar uma literatura independente, diversa, de vez que, aparecendo o classicismo como manifestação de passado colonial [...]” (CANDIDO, 1993, v. 2. p. 12, grifo do autor).

ou

[...] para que não tenha lugar a producção de degenerados, quer physicos quer moraes, misérias, verdadeiras ameaças à sociedade. (SOUTO, 1916, p. 46, grifo nosso).



Como está escrito

[sic] – indica incorreções e incoerências no texto citado, colocada logo após a sua ocorrência.

Exemplo

El Ninõ é uma anomalia oceânica atmosférica, que não tem origem na zona tropical [sic].